Como se processa a participação de um sinistro de multirrisco habitação?

Como se processa a participação de um sinistro de multirrisco habitação?

Deve fazê-la no prazo de 8 dias após a ocorrência explicitando as circunstâncias, eventuais causas e consequências e devem ser prestadas ao Segurador todas as informações relevantes que este solicite.
 
Isto significa que em conformidade com a Lei e com as condições contratuais da apólice subscrita, o cliente tem sempre de fazer prova dos factos que alega, nomeadamente, da existência dos bens perdidos ou danificados.
 
Para este efeito o cliente deve apresentar faturas de aquisição, inventários, declarações de IRC ou outros meios de prova que se tornem imprescindíveis e se mostrem adequados para determinar e avaliar as perdas resultantes do sinistro.
 
Como tal, deverá haver uma indicação detalhada dos bens sinistrados, discriminando quantidades, tipo, marca, modelo e valor estimado para reposição dos prejuízos, ou orçamentos de reparação dos danos para análise do perito ou gestor (caso seja preterida a intervenção pericial) pode contribuir para reduzir o tempo de gestão.
 
Nos sinistros de furto ou roubo, é indispensável a apresentação de documento comprovativo da queixa às autoridades.